Send to a friend Imprimir

Voltar Sobre nós

A história da Canson® se estende por quase meio milênio desde que a fábrica nasceu em 1557, na pequena aldeia de Vidalon, agora um bairro em Annonay Ardèche, e foi desenvolvida pela família Montgolfier. Especialista em papel, a família Montgolfier também se interessou ​​em estudos científicos e, em 1782, construiu o primeiro balão de ar quente, cujo envelope veio de suas fábricas de papel. Em 1798, Alexandrine de Montgolfier traz a fábrica de papel de seu pai, reconhecida pela Manufacture Royale desde 1784, quando ela se casou com Barthélémy Barou de la Lombardière de Canson.


Ao longo de gerações, a Canson® conseguiu manter o conhecimento dos artesãos e inovar: papel vegetal em 1807, Mi-Teintes®, o primeiro papel tingido, um papel fotográfico patenteado em 1865 e utilizado pelos pioneiros da fotografia, a famosa "pochette" escolar em 1947, o Canson® Infinity, uma linha dedicada à impressão a jato de tinta para edição e fotografia artística em 2008...


Ao longo dos séculos, os maiores artistas e designers usaram os papéis Canson®: Delacroix, Van Gogh, Degas, Matisse, Picasso, Dali, Warhol, Jean-Michel Alberola, Toguo, Philippe Starck, Yan Pei-Ming... A Canson® criou laços especiais com eles, concebendo papéis especiais para Ingres e Maillol, ou dando-lhes apoio e visibilidade, sejam eles grandes artistas, designers, arquitetos, designers de moda, desenhistas, fotógrafos e entusiastas amadores ou crianças e estudantes.


Sempre fazendo seus papéis em Annonay na França e exportando para mais de 150 países, a Canson® é a líder de mercado de papéis das Belas Artes, um gigante em produtos de conservação e papéis para escola e lazer, assim como papéis de impressão técnica e digital.