Send to a friend Imprimir

Voltar A luta contra a alteração climática

As Papeteries Canson são certificadas pelas suas fracas emissões de CO2 fóssil para a atmosfera

 

O que é a alteração climática?

Trata-se da variação do clima devida a factores naturais ou humanos. Essa variação é devida, essencialmente, à acumulação de gases com efeito de estufa (GEE) na atmosfera, tais como o CO2, o metano, o, óxido de azoto, CFC, HCFC… Os fenómenos observados e previstos são a elevação do nível dos mares, a modificação dos regimes de precipitação, que causa um acréscimo dos fenómenos de secas e de inundações, ou a multiplicação, à escala regional, de manifestações de climáticas extremas (tempestades, furacões e canículas).

.

Como lutar contra a alteração climática?

A redução, na origem, das emissões de gases com efeito de estufa é a primeira etapa para lutar contra a alteração climática e passa, designadamente, pela redução dos consumos da energia emissora de CO2 e GEE (as energias fósseis não renováveis).
É por isso que a Canson está empenhada numa iniciativa de eco-concepção que permitirá reduzir o consumo de energias não renováveis. Para o fabrico do papel, as principais emissões de gases com efeito de estufa resultam do fabrico de papel e de pasta de papel, mas também, em fraca medida, do transporte. Para optimizar os transportes, as Papeteries Canson® estão situadas a poucos quilómetros do estabelecimento que transforma o papel e que fabrica, designadamente, o estojo Canson.

 

Quais são os nossos compromissos para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa?

Escolhemos fornecedores que fornecem uma matéria produzida nas condições mais virtuosas, designadamente a partir de florestas geridas de maneira sustentável. Na medida do possível, utilizamos matérias e recursos situados nas proximidades para limitar os transportes entre estabelecimentos.

Sabia que?  

O CO2 é o gás com efeito de estufa que tem o poder de aquecimento global mais fraco e que é emitido em maior quantidade. As emissões dele são regulamentadas a nível europeu e, brevemente, a nível mundial.

"Vigiamos muito estreitamente os nossos efluentes gasosos, tendo o cuidado de optimizar o binário tipo de energia / consumo de energia, permitindo harmonizar a qualidade dos nossos produtos com uma rigorosa tomada em conta do nosso impacto ambiental. No final, emitimos até menos metade de CO2 do que os outros produtores de papéis de arte."
Philippe Noblet, Director Técnico, Les papeteries Canson